I CURSO TEÓRICO-PRÁTICO SOBOM
OZONIOTERAPIA E ABORDAGENS INTEGRATIVAS

VAGAS ESGOTADAS

VAGAS ESGOTADAS

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO CURSO 

Ozonioterapia - O uso do ozônio medicinal na prática médica integrativa

Acesse a palestra da Dra. Maria Emilia Gadelha Serra, Presidente da SOBOM, durante o I Congresso Internacional de Ozonioterapia Médica, realizado em março de 2019, em São Paulo, Brasil. As bases do Mapa de Evidências Científicas sobre Ozonioterapia, relacionado com cerca de 3600 artigos científicos temáticos, foram lançadas. A Ozonioterapia possibilita o uso racional deste procedimento médico aplicado à maioria das 55 especialidades médicas.

Para conhecer mais sobre este assunto, preencha o formulário abaixo e realize o download do PDF gratuitamente.

TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO E ESCLARECIDO PARA TRATAMENTO MÉDICO COM OZÔNIO MEDICINAL (OZONIOTERAPIA).

Este Termo de Consentimento Informado e Esclarecido está de acordo com as disposições do novo Código de Ética Médica definido pela Resolução 2.217/2018 publicada no Diário Oficial da União em 1de novembro de 2018, em especial com as disposições de seu Capítulo XII, artigo 102: 'Deixar de utilizar a terapêutica correta quando seu uso estiver liberado no País. Parágrafo único. A utilização de terapêutica experimental é permitida quando aceita pelos órgãos competentes e com o consentimento do paciente ou de seu representante legal, adequadamente esclarecidos da situação e das possíveis consequências'.


Realize o Download aqui

Mensagem da Presidente da SOBOM

Maria Emilia Gadelha Serra
Presidente da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (SOBOM)

O tratamento com ozônio medicinal – também conhecido como Ozonioterapia – foi desenvolvido na Alemanha no final do século XIX e está disponível em mais de 50 países em todos os continentes. Rússia, China, Itália, Portugal, Espanha, Turquia, Grécia, Egito, Cuba, Honduras e vários países do Leste Europeu inclusive disponibilizam a terapia nos seus sistemas públicos de saúde há décadas. Na Alemanha, os seguros de saúde reembolsam procedimentos variados de Ozonioterapia desde a década de 1980 e o tratamento também é oferecido em 23 estados nos Estados Unidos. A Ozonioterapia ou Oxigênio-ozonioterapia, à semelhança da Oxigenioterapia hiperbárica, utiliza um gás medicinal eficaz e seguro, produzido a partir do oxigênio puro medicinal. No Brasil, a Ozonioterapia foi inserida pelo Ministério da Saúde como prática integrativa do Sistema Único de Saúde (SUS) em março de 2019. O Conselho Federal de Odontologia reconheceu a técnica como procedimento odontológico em todas as áreas da Odontologia moderna em dezembro de 2015. Na literatura internacional, é observada melhora expressivamente na qualidade de vida dos pacientes e as estatísticas comprovam a eficácia do uso da Ozonioterapia nas suas diversas aplicações e indicam o potencial de redução dos custos em saúde entre 20% a 80%.

A Fundação

logo

É com imenso senso de responsabilidade – e de gratidão a Deus pela vida – que anunciamos a fundação da SOBOM – SOCIEDADE BRASILEIRA DE OZONIOTERAPIA MÉDICA no dia 7 de janeiro de 2019, em São Paulo, Brasil.

Médicos há tempos sentiam a necessidade de se constituir uma ASSOCIAÇÃO FORMADA EXCLUSIVAMENTE POR MÉDICOS que fosse capaz de aglutinar forças e representar as suas aspirações junto ao Poder Público e aos Conselhos de Medicina e outras instituições, para que assim possa se estimular o desenvolvimento e a difusão da Ozonioterapia Médica de forma legal, segura, científica e ética, provendo informação e formação de excelência para médicos, com o objetivo principal de melhorar a saúde e a qualidade de vida da população – fim primordial da profissão médica.

Notícias SOBOM

Regulamentação, benefícios e aplicação da terapia foram alguns dos temas abordados durante o I Congresso de Ozonioterapia Médica e I Fórum de Ozonioterapia Baseada em Evidências Científicas

A ozonioterapia ganha um novo capítulo no Brasil após a realização do I Congresso de Ozonioterapia Médica e I Fórum de Ozonioterapia Baseada em Evidências Científicas. Promovidos no último final de semana, em São Paulo, pela Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (Sobom), os eventos reuniram cerca de 250 médicos de todo País para discutir a técnica de forma legal, segura, cientifica e ética. A programação contou com a participação de cinco especialistas estrangeiros experientes e referências de países como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia e Portugal, bem como de palestrantes nacionais de renome.

Apesar de secular, a ozonioterapia, terapia que utiliza o gás ozônio no organismo como tratamento complementar em doenças inflamatórias, infecciosas, circulatórias, entre muitas outras, ainda é considerada nova no Brasil. Contudo, estima-se que cerca de 3 mil médicos pratiquem a técnica. Inserida pelo Ministério da Saúde como prática integrativa e complementar do Sistema Único de Saúde (SUS), o procedimento não é reconhecido como ato médico pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Durante o evento, os profissionais debateram a terapia no Brasil e no mundo, assim como aspectos regulatórios da ozonioterapia e sua aplicação para tratar feridas, inflamações crônicas, patologias da coluna e enfermidades infecciosas, além da utilização na medicina esportiva e em tratamento complementar na oncologia, entre outras.

“O tratamento com ozônio medicinal é utilizado há mais de 130 anos em muitos países, com estudos e pesquisas realizados por instituições renomadas. E seguramente interessa à população e comunidade médica. Para isso, a Sobom irá militar em defesa da prática segura, após diagnóstico realizado por médico capacitado, pois somente assim será possível o exercício pleno e coerente da técnica, embasado em evidências científicas”, defende Maria Emília Gadelha Serra, presidente da entidade.

Para Carlos Guarin, médico e docente do Curso Superior de Ozonioterapia da Universidade de Buenos Aires, na Argentina, a proibição da ozonioterapia no Brasil é nefasta e afeta todos os países latino-americanos. “Os estudos e casos de pacientes que vi realizados por aqui possuem a mesma qualidade científica do Centro de Ozonioterapia de Cuba, considerado referência em todo o mundo”, explica.

O Presidente da Sociedade Portuguesa de Ozonioterapia, Dr. José João Gonçalves, ressaltou que a ozonioterapia é um ato médico exclusivo em Portugal e está disponível em diversos hospitais públicos desde 2013.

Durante o congresso, a Sobom apresentou o “Mapa de Evidências Científicas da Ozonioterapia”, material em elaboração, desenvolvido por meio de parceria entre a entidade, o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde (mais conhecido pela sigla Bireme) e o Consórcio Acadêmico BVS Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas (MTCI). Composto por mais de 3,5 mil artigos catalogados e de utilidade para a maioria das 57 especialidades médicas, o dossiê tem por objetivo a comprovação da ozonioterapia como terapia complementar capaz de aumentar a qualidade de vida e sobrevida dos pacientes, além de potencialmente diminuir a necessidade de cirurgias complexas e o uso crônico de medicamentos.

Mais informações à imprensa: LF Comunicação Corporativa Crédito Imagem: Arnaldo Torres

O Todo seu fala de Ozonioterapia, uma técnica que tem ajudado muitas gentes no tratamento de patologias  

Clique aqui e veja !

Segue a matéria de Ozonioterapia abaixo:  

  • Tudo
  • SOBOM na midia

Médicos internacionais e nacionais discutem a ozonioterapia em São Paulo

Ozonioterapia – (10/01/2019)

Hoje em dia – Ozonioterapia – 28/01

Seja um Associado SOBOM

Veja as Vantagens de ser um sócio da SOBOM

Vantagem de ser um associado SOBOM