Sem categoria

Mensagem da Presidente da SOBOM

O tratamento com ozônio medicinal – também conhecido como Ozonioterapia – foi desenvolvido na Alemanha no final do século XIX e está disponível em mais de 50 países em todos os continentes. Rússia, China, Itália, Portugal, Espanha, Turquia, Grécia, Egito, Cuba, Honduras e vários países do Leste Europeu inclusive disponibilizam a terapia nos seus sistemas públicos de saúde há décadas. Na Alemanha, os seguros de saúde reembolsam procedimentos variados de Ozonioterapia desde a década de 1980 e o tratamento também é oferecido em 23 estados nos Estados Unidos. A Ozonioterapia ou Oxigênio-ozonioterapia, à semelhança da Oxigenioterapia hiperbárica, utiliza um gás medicinal eficaz e seguro, produzido a partir do oxigênio puro medicinal. No Brasil, a Ozonioterapia foi inserida pelo Ministério da Saúde como prática integrativa do Sistema Único de Saúde (SUS) em março de 2019. O Conselho Federal de Odontologia reconheceu a técnica como procedimento odontológico em todas as áreas da Odontologia moderna em dezembro de 2015. Na literatura internacional, é observada melhora expressivamente na qualidade de vida dos pacientes e as estatísticas comprovam a eficácia do uso da Ozonioterapia nas suas diversas aplicações e indicam o potencial de redução dos custos em saúde entre 20% a 80%.